sábado, 17 de março de 2012

Mudas de amora-preta por estacas de raízes: método fácil e de baixo custo

O consumo da amora-preta (Rubus spp.) vem aumentando paulatinamente nos últimos anos devido às características intrínsecas de seus frutos, considerado uma fonte natural rica em antioxidantes e pigmentos .
O cultivo dessa frutífera no Brasil encontra-se em franca expansão, com resultados promissores em sistema de cultivo agroecológico. O crescimento dos cultivos brasileiros deve-se também ao custo de implantação e manutenção dos pomares serem relativamente baixos, quando comparado com outras frutíferas perenes cultivadas, evidenciando que essa atividade pode ser mais uma alternativa de renda para agricultura familiar.
Apesar de a literatura recomendar a utilização de estacas caulinares como fonte de material propagativo, coletadas em plantas durante a poda realizada no inverno, as estacas radiculares são uma excelente opção e também podem ser utilizadas na produção de mudas da amoreira-preta. A vantagem da utilização das estacas radiculares seria quanto ao manuseio, uma vez que a maioria das cultivares comerciais apresenta ramos dotados de espinhos, em números variados, o que onera e dificulta a operação de preparo das estacas.

No link abaixo se tem acesso ao trabalho:
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-84782012000200008&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt

O que concluimos: Estacas radiculares apresentaram maior potencial de enraizamento quando comparadas com estacas caulinares; estacas coletadas no início do período invernal apresentam maior enraizamento; o armazenamento a frio auxiliou no incremento do enraizamento e brotação das estacas; o tratamento com AIB desfavoreceu o enraizamento e a brotação das estacas; as estacas radiculares das cultivares 'Arapaho', 'Comanche' e 'Tupy' apresentam maior emissão de raízes e brotos.

Agora os produtores podem fazer suas próprias mudas!!!

2 comentários:

  1. Boa Tarde,preciso de 3 000 mudas de amora variedade guarani,preciso delas até no máximo final de dezembro.
    Estou no sul de minas Carrancas,aguardo retorno,agradecendo atenção dispensada

    ResponderExcluir