quinta-feira, 12 de janeiro de 2017

COBERTURA PLÁSTICA, DENSIDADE DE PLANTIO E PODA NA PRODUÇÃO DE FISÁLIS ( Physalis peruviana L.) EM REGIÃO SUBTROPICAL




Physalis peruviana L. é uma planta perene, mas usualmente tratada como anual em plantios comerciais. Com um manejo adequado e planejado, o cultivo pode ter sucesso nas zonas subtropicais brasileiras. Objetivou-se neste trabalho, quantificar a produção de Physalis peruviana L. através da utilização ou não de cobertura plástica sobre o dossel das plantas, do uso de duas densidades de plantio, do manejo no número de hastes e utilização de poda das hastes laterais. O trabalho foi dividido em dois experimentos, onde no primeiro experimento avaliou-se o efeito do espaçamento entre plantas e uso de cobertura plástica na produção de frutos. O segundo experimento constituiu do efeito do número de hastes produtivas e uso da poda na produção de frutos. O delineamento experimental adotado, para ambos os experimentos foi blocos ao acaso, em esquema fatorial 2 x 2, contendo 6 blocos e 10 plantas por parcela. Para ambos os experimentos foram analisadas as variáveis produção, produtividade estimada, número de frutos por planta, massa média dos frutos, comprimento e diâmetro médio dos frutos e índice relativo de clorofila. A cobertura plástica e o número de hastes não influenciaram na produção dos frutos. O espaçamento de 3,0 x 0,5 m sem o uso da poda das hastes laterais proporcionaram a maior produção.



Mais informações:

http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1983-21252016000200367&lng=en&nrm=iso&tlng=en

Nenhum comentário:

Postar um comentário